Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Caetano Veloso e Maria Gadú no Atlântico: Drs. Estranho Amor

No palco do Pavilhão Atlântico não houve romance mas um estranho amor.

O atraso no inicio do concerto não pareceu incomodar o publico que lentamente ia enchendo a sala. Expectante mas não impaciente, a noite prometia música doce e aconchegante.

Caetano Veloso e Maria Gadú chegam ao palco simples e despojados. Brindam a plateia com «Beleza Pura» e Caetano abraça Maria deixando-a entregue a um Pavilhão Atlântico com um péssimo som.

Escondida atrás de um chapéu e de um sorriso tímido passeia pelo repertório com a sua voz forte e melódica, faz-nos rir com a introdução de uns versos de «1406” dos Mamonas Assassinas - «Money que é good e nois não have» é o verso repetido na plateia com ou sem reconhecimento. Uma dezena de músicas depois não restam dúvidas, caso as houvesse, de que Maria Gadú é o próximo nome a decorar no futuro da MPB.

Quando chega a altura de Caetano ficar a sós, somos transportados para o seu universo particular. Pouco comunicativo, admite que tem prazer em cantar as músicas que não lhe pertencem depois de, em jeito de rebuçado, cantar «Sozinho» acompanhado por milhares de vozes. Intercalando entre silêncios e palmas fortes nota-se o prazer nos olhos do cantor que não se envergonha de olhar para as pautas quando a memoria não quer ajudar.

Quem esperava uma reprodução do álbum ao vivo «Multishow» talvez não tenha saído de peito cheio, ainda que o concerto tenha terminado com a dupla em palco a emocionar a plateia na partilha e na entrega. Esta respondeu sem medo a «Menino do Rio», «Leãozinho» e derreteu-se numa versão menos sambadae mais intensa de «Trem Das Onze».

Tanto assim foi que voltaram para dois encores, e foi aqui que o público se levantou e se chegou à frente para tentar a aproximação que esta sala de espectáculos à beira rio não consegue criar. Ficou a faltar a «História De Lilly Braun» e acima de tudo a envolvência que este tipo de espectáculos merece.

 

Fonte:Disco Digital