Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Música do Brasil

Música do Brasil

Ney Matogrosso diz que música lounge é "insuportável"

 

Cercado por jornalistas e bastante à vontade, o cantor Ney Matogrosso fez um desabafo em Teresina (PI): "Está tudo chato, tudo parecido. Sem graça. Este lounge é insuportável. Soa chato", disse o cantor durante coletiva na capital piauiense, cidade que iniciará a turnê nordestina do show Beijo Bandido. Hoje, ele faz show no Atlantic City Clube.

O cantor diz que continua "camaleão", mas não se acha mais "es-can-da-lo-so" - e faz questão de soletrar a palavra - como no início da carreira. "As pessoas é que estão caretas. Não me acho mais escandaloso. Eu não faço um terço do que fazia na década de 70. Continuo sendo eu mesmo. Agora não vou ficar manso para agradar".

Ney admite que está mais "maduro" e que o show Beijo Bandido não dá para fazer extravagância. "Não é uma reinvenção para as pessoas apenas. É uma reinvenção primeiro para mim para continuar interessado e fazer com prazer", disse, para depois acrescentar: "Não dar pra ser extravagante cantando Vinicius, Chico Buarque, música romântica".

 

Música está vulgar

Para o cantor, a vulgaridade predomina na música brasileira. "Antigamente fotografei nu em um período que era proibido. Por isso me interessava fazer pra mostrar que era possível. Hoje em dia está tudo banal".

Ele garante ainda que vai morrer transgressor. "Nunca vou me conformar com o que vejo, principalmente com a situação política", disse.

Ney revela que está numa fase mais comportado e explica que não é romântico.

 

Fase diretor

O cantor contou também que seu próximo projeto é dirigir uma peça no Rio de Janeiro chamada Dois Corpos, baseado em crônicas de João do Rio. Ele recomendou que todas as pessoas deveriam conhecer o autor. "Lendo João do Rio eu entendi Nelson Rodrigues", disse.

 

Fonte: Terra Música

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.