Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Música do Brasil

Música do Brasil

"Esta é a banda Cê tocando para o Porto"

Num Coliseu do Porto completamente lotado, anteontem, à noite, Caetano Veloso terminou a digressão em Portugal (tinha actuado em Lisboa na segunda e na terça-feira).

 

Apresentou-se com três músicos da banda Cê, num espectáculo que homenageia o Rio de Janeiro através de alguns temas do mais recente trabalho "Zii e Zie" (tios e tias, em italiano). Com uma asa delta verdadeira como cenário e, ao fundo, uma tela gigante onde eram projectadas imagens do cineasta Miguel Przewodovski, que ilustravam temas como "Lapa", "Base de Guantanamo" e "Água", Caetano esteve imparável. Ao longo de uma hora e meia, cantou, tocou, dançou, desafiou a assistência, chegando mesmo a provocar com poses mais sensuais e deixou a banda brilhar.

Com um pólo vermelho, jeans e sapatilhas, o brasileiro entra em palco ao som das palmas, a cantar "Tem que ser viola...", numa homenagem ao músico Paulinho da Viola. Segue-se o bonito "Sem cais", ilustrado por imagens do Rio de Janeiro. Recebe aplausos de braços abertos e apresenta os músicos: Pedro Sá, na guitarra; Ricardo Dias Gomes, teclados, e Marcelo Callado, bateria. E as palavras: "Esta é a banda Cê tocando para o Porto". "Maria Bethânia please send me a letter", entoa Caetano depois, uma música escrita e cantada quando estava exilado em Londres, como um "pedido de socorro à minha irmãzinha", segundo o próprio, que a dedicou a Augusto Boal, homem do teatro brasileiro. Muito aplaudido, faz uma pausa para agradecer, e diz que "este Coliseu do Porto já meu deu algumas das maiores alegrias da vida".

Tempo ainda para desfilar temas como "Volver", "Menina da Ria", dedicada aAveiro, e "Não identicado", em que termina escondendo-se na asa delta. No fim, tudo de pé a pedir bis. E os músicos regressam, com "Eu sou neguinha?" e "A luz de tieta". A assistência dança, aplaude e os leques abanam cada vez mais furiosos, devido ao calor insuportável que se sentia na sala, que tornava o ar quase irrespirável.

 

Fonte: Jornal de Notícias

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.