Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Música do Brasil

Música do Brasil

Primeiro CD após acidente de Dinho traz Capital Inicial em versão poderosa

O novo álbum do Capital Inicial pode ser classificado como "curto e grosso". Ou, talvez, "rápido e fulminante". Qualquer um desses clichês se encaixa como elogio ao trabalho, que traz um vigor incomum a uma banda com quase 30 anos.

Curto e grosso porque é um disco de pouco mais de meia hora (são 11 canções, algumas que nem ultrapassam três minutos) e som encorpado, cheio de pistas de guitarra por cima dos vocais.

Rápido e fulminante porque bastam alguns acordes para o Capital mostrar a que veio em 2010.

O primeiro disco do grupo depois do acidente com o vocalista Dinho Ouro Preto, que caiu do palco durante show no ano passado e enfrentou em seguida infecção hospitalar, chega com rock direto e baladas contundentes, do tipo que fisga o ouvinte.

 

 

É notável que uma banda de quarentões fale tão certeiro à molecada. Os shows do grupo atraem adolescentes que têm espaço no iPod tanto para o Capital quanto para Restart e Fresno.

Mas Dinho e seu velho parceiro de letras Alvin L produzem versos que, mesmo esbarrando às vezes em fúria colegial, trazem poesia bem consistente do que a predominante no "happy rock".

"Outra história/ Com outro rosto/ Outro beijo/ Com o mesmo gosto", em "Vivendo e Aprendendo". "Passamos muito tempo/ Sentados na calçada/ Falando sobre tudo/ E não dizendo nada", em "Depois da Meia-Noite". "De todos os desastres que eu podia/ Eu escolhi você", em "Não Sei Por Quê". E mais.

Dinho e Alvin não se esqueceram de como é passar noites no quarto ou pelas ruas tentando achar uma turma que acolha alguém que se sente fora do mundo.

A moldura para tanto hormônio adolescente turbinando angústia ou delírio fugitivo deve muito ao guitarrista Yves Passarell. Poucas vezes na carreira o Capital soou tão poderoso. Ele é diretamente responsável por uma urgência que percorre todo o CD, mesmo nas baladas.

Falando nelas, "Eu Quero Ser Como Você" é um grande momento do Dinho cantor, uma interpretação que renderá muitas luzinhas de celular acesas nos novos shows.

 

Fonte: Folha

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.