Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Gilberto Gil ganha canal exclusivo no YouTube

O ministro Gilberto Gil (Cultura) é primeiro artista da América Latina a ter um canal exclusivo no YouTube, com material referente à sua carreira artística. No canal, lançado nesta segunda-feira, ficarão hospedados vídeos exclusivos do cantor, com cenas de bastidores das turnês, de momentos pessoais, além de todos os videoclipes de sua carreira.

Gil disse ainda que pretende lançar músicas inéditas no portal, e defendeu uma nova modalidade de contrato com sua gravadora, a Warner. O ministro acrescentou que pretende lançar as músicas de seu novo disco, Banda Larga Cordel, previsto para o primeiro semestre deste ano, em lojas virtuais na internet, antes que cheguem às lojas.

"No modelo anterior, o Banda Larga Cordel será o último disco. Mas eu pretendo manter o vínculo com a Warner, até porque acho que é instrutivo para a prórpria empresa, no sentido de que eles possam vivenciar novos modelos de negócio, sair do modelo clássico do disco, entrar nas lojas eletrônicas", afirmou, defendendo que as músicas sejam lançadas separadamente na internet, para que as pessoas possam criar discos, com quantas músicas acherem necessárias.

O canal de Gil pode ser acessado pelo www.youtube.com.br/gilbertogil

O presidente do Google Brasil, Alexandre Hohagen, responsável pela administração do You Tube, destacou que a companhia pretende estender esse tipo de parceria, comum no exterior, a outros artistas brasileiros.

"A grande característica é que seja um canal democrático para que os artistas mostrem seu trabalho. Queremos ver artistas surgindo a partir do YouTube", afirmou.

Gilberto Gil disse ainda que a melhora das condições de suas cordas vocais foi decisiva para sua permanência à frente da pasta, que ocupa desde o início do governo Lula, em 2003. Até então, o cantor estava decidido a se retirar do ministério e operar as cordas vocais.

Segundo ele, a nova avaliação de sua fonoaudióloga foi positiva, e a voz está melhor do que há dois meses, quando iniciou o tratamento. O ministro afirmou ainda sentir que está falando com mais desenvoltura.

"A voz está mais clara. As perspectivas são de uma progressão positiva nos próximos meses. E essa foi uma das razões também que me levaram a topar a parada de ficar um pouco mais no ministério, o fato de que talvez não precisasse de situação especial para tratar da voz", observou Gil, que chegou a cogitar ter que operar as cordas vocais.

 

Fonte: Folha Online