Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Música do Brasil

Música do Brasil

ACORDO LEVARÁ O CARNAVAL BAIANO PARA LISBOA

As secretarias de Turismo e de Cultura da Bahia assinaram hoje (24) um protocolo de intenções com a empresa portuguesa Strawberry Dreams - Cultura e Turismo Ltda para a realização do evento Carnaval da Bahia - Festival de Cultura e Turismo, a ser realizado no verão de 2009 - provavelmente em julho - em Lisboa. Pela Bahia, assinaram o documento os secretários Domingos Leonelli, de Turismo, e Márcio Meireles, da Cultura, enquanto que Eduardo Horta e Luís Boto assinaram o acordo pela empresa portuguesa que é especializada na promoção de eventos culturais de massa em toda a Europa.
Trata-se de um evento privado patrocinado por empresas portuguesas e brasileiras ao qual o governo do Estado dará apoio institucional, realizando esforços suplementares junto a agências de viagens e operadores turísticos. Segundo o secretário Domingos Leonelli, o objetivo é tornar o carnaval baiano mais conhecido em Portugal. "Queremos levar aos lisboetas e às empresas que vão a Portugal o máximo de nossa tradição carnavalesca, tanto turística como culturalmente. Esse evento será importante porque Portugal é o segundo maior emissor de turistas para a Bahia, logo depois da Argentina. Hoje temos sete vôos por semana ligando Salvador com Lisboa. Em um desses dias teremos o vôo Porto/Salvador/Porto, abrindo o corredor da Galícia pela cidade do Porto", explica o secretário, informando que ainda este ano esse vôo deverá ficar permanente, somado aos atuais sete para Lisboa.
"A ida do carnaval baiano para uma vitrine tão importante como Lisboa é muito importante para mostrarmos aos europeus a identidade cultural da Bahia. Por isso, entendo que o projeto é muito mais amplo do que o carnaval. A expertise na organização do carnaval baiano também tem que ser exportado, afinal o baiano não vive só de festa, mas também de produzir festas", destaca o secretário da Cultura Márcio Meirelles.
Eduardo Horta, sócio da S. Dreams, explica que a empresa pretende investir alguns milhões de euros nesse projeto, que pretende em três dias reunir um publico entre 300 a 500 mil pessoas. "Consideramos julho o mês ideal para fazermos esse festival, que vai misturar a apresentação de trios elétricos, blocos e afoxés, além dos principais artistas baianos. O evento terá uma grande mídia espontânea, com divulgação fortíssima em Portugal e na Europa", diz Horta.
Segundo Kátia Drummond, diretora de comunicação e marketing da empresa portuguesa, além das atrações musicais o festival reunirá editoras, artistas plásticos, designers, cineastas e artesãos. "Trata-se de uma festa carnavalesca, agregada por um festival cultural que mostrará os diversos aspectos da cultura baiana", explica Kátia.

 

Fonte: Bahiatursa

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.