Os concertos em Lisboa estão marcados para os dias 10, às 21:00, quando atuam Momo e Dom La Nena, e 11, também às 21:00, com Márcia Castro e Mariana Aydar com Dani Black. Os músicos Momo e Dom La Nena atuam em Loulé a 11, às 21:30, e, a 12, às 17:00, Márcia Castro e Mariana Aydar, com Dani Black.

O Avenida Paulista, refere o Teatro São Luiz no seu site oficial, "procura o que se faz de novo na música brasileira, as novas colaborações e novas linguagens, o que se ouve e concentra nessa imensa avenida". "O Cine-Teatro Louletano associa-se ao Teatro São Luiz e estende a sul a Avenida Paulista, numa segunda edição [a inicial fora em 2011, apenas em Lisboa] recheada de surpresas mas mantendo o conceito de apresentar no nosso país novos talentos vindos do Brasil", refere o Cine-Teatro Louletano no seu site oficial.

Momo, carioca a viver atualmente em Lisboa, abre a primeira noite do festival, no mesmo dia em que edita "Voá", o seu quinto álbum de originais, produzido pelo músico brasileiro Marcelo Camelo, no seu estúdio em Lisboa.

"A sua música, admirada por David Byrne e Patti Smith, entre muitos outros, incorpora as vivências e as experiências de uma infância em Angola, da adolescência nos Estados Unidos, paralelamente à vida no Rio de Janeiro, em Espanha e, agora, em Portugal", refere o Teatro São Luiz.

Depois de Momo, atua Dom La Nena, "gaúcha, cantora e violoncelista, cujo trabalho é descrito como ternurento e sincero e cujo percurso, à semelhança de Momo, cruza também diversos territórios, nomeadamente Paris e Buenos Aires para onde foi viver, sozinha, aos treze anos, a fim de continuar a estudar violoncelo".

A segunda noite é "de encontro: a voz quente, clara e segura da paulistana Mariana Aydar soma-se à voz marcante, carisma e performance vigorosos do exímio violonista, guitarrista, compositor e cantor Dani Black, também paulistano".

Antes, atua a baiana Márcia Castro "que, no seu talento singular, se espraia pelo samba, ska, frevo e pop".

Os concertos no Teatro São Luiz inserem-se na programação da Capital Ibero-Americana da Cultura 2017.

Lisboa é, até 22 de dezembro, a Capital Ibero-Americana da Cultura 2017, com uma programação que inclui mais de 150 atividades, nas quais participarão centenas de artistas e produtores nacionais e ibero-americanos.

Esta é a segunda vez que Lisboa é escolhida pela União das Capitais Ibero-Americanas (UCCI) como Capital Ibero-Americana da Cultura. A primeira foi em 1994, no mesmo ano em que foi Capital Europeia da Cultura.

 

Fonte: Sapo24