Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Concerto misterioso de Bebel na Aula Magna

A cantora e compositora brasileira actuou durante pouco mais de uma hora e demorou a aquecer o público

 

Bebel Gilberto em concerto em Lisboa

Os músicos foram os primeiros a entrar em palco. Fato escuro, gravata preta e óculos escuros. Tomam o lugar na bateria, no saxofone, nas teclas e no baixo. O ambiente assemelha-se ao dos bares de Nova Iorque, cheio de mistério e a cheirar a blues.

 

Bebel veio depois. Vestido curto preto. Bastante sensual. Muito diferente da despreocupada Bebel Gilberto que deu uma entrevista ao IOLmúsica na sexta-feira. O público, que já ansiava pela artista (o concerto começou com quase meia hora de atraso), aplaudiu Bebel. Ela foi namorando o saxofone e abriu o espectáculo com temas do seu mais recente álbum, «All in One».

Percebe-se na cantora a influência que Nova Iorque já exerce sobre ela. Por várias vezes se esqueceu que estava em Portugal e falou em inglês. Pediu desculpa e o público nem levou a mal. Afinal, Bebel vive na cidade que nunca dorme há mais de 18 anos.

 

Vídeo: Bebel pondera deixar de ser Gilberto

 

Bebel Gilberto quis pautar o concerto pela honestidade e não se coibiu de revelar que «Samba da bênção», com letra de Vinicius de Moraes e música de Baden Powell, «era gravação». «Os meninos [os músicos] não gostam que eu fale a verdade, mas eu falo. Porque eu perco a letra», confessou.

Só por esta altura o público da Aula Magna começava a aquecer. Bebel já cantava músicas mais conhecidas e estava mais descontraída. Chegou a deitar-se no palco, enquanto colocava batom e cantava. «Ai! Eu gosto de Teatro!», brincou.

«Você não está gostando do espectáculo», questionou directamente uma espectadora mais exigente que não batia palmas para acompanhar a música.

O concerto de Bebel Gilberto demorou pouco mais de uma hora. Ela ainda cantou mais duas músicas no único encore. Mas o público parece ter ficado apenas com água na boca...

 

Fonte: IOL Diário