Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Bebel Gilberto: entrevista sobre o novo disco «All in One»

 

Cantora brasileira apresenta-se ao vivo na Aula Magna a 26 de Outubro

 

 

«All in One» marca a estreia de Bebel Gilberto na histórica etiqueta de jazz norte-americana Verve, disponível em Portugal na terça-feira, 6 de Outubro. O disco será apresentado em concerto na Aula Magna a 26 de Outubro, mas já pode ser ouvido no Myspace da cantora.

 

Há quem diga que se trata de «bossa nova renovada e pontuada de pop electrónica», mas a cantora brasileira prefere que seja apenas a «música de Bebel», disse em entrevista à Lusa, a partir de Nova Iorque.

Após «Tanto Tempo» (2000), «Bebel Gilberto» (2004) e «Momento» (2007), a cantora brasileira, filha de João Gilberto - o grande intérprete da bossa nova - e Miúcha e sobrinha de Chico Buarque, resolveu dar ao seu quarto disco um título em inglês, «All in One».

«Depois de três em português, eu achei que tinha direito», exclamou, explicando que se chama «tudo em um», porque este foi o álbum em que conseguiu «juntar todo o mundo», todos os amigos e produtores com quem queria trabalhar.

«Desde o maravilhoso Mark Ronson (produtor de Amy Winehouse e Lilly Allen), a John King», dos Dust Brothers, passando pelo músico e compositor Carlinhos Brown, que não pôde participar no disco anterior, e Daniel Jobim, neto de Tom Jobim, outro grande nome da bossa nova, a sua primeira influência.

«A música tocada na minha casa sempre foi muito o violão do meu pai, minha mãe cantando, e algumas coisas que, de vez em quando, caiam na minha mão, como um disco de George Gershwin ou Stevie Wonder...», recordou.

Quanto a referências posteriores, quando começou «ficando adolescente», Bebel se ligou mais «num movimento que estava tendo de new bossa, na Inglaterra».

«Na época, por ser adolescente, eu estava mais ou menos conectada com o som do Matt Bianco, da Sade, e então aí foi quando deu um clique na minha cabeça, era mais ou menos o que eu queria fazer», afirmou, referindo também como influência o disco «Red Hot and Rio», no qual estrelas da música brasileira e anglo-saxónica fizeram novas versões de clássicos brasileiros e norte-americanos.

Em «All in One», Bebel Gilberto junta originais e versões de temas de Stevie Wonder, Bob Marley, Carmen Miranda e do pai, sobre quem Caetano Veloso canta «...melhor do que o silêncio, só João».

«Na verdade - explicou - eu sempre fiz muita cobrança, desde o "Tanto Tempo". As pessoas gostavam muito dos meus covers e eu estava querendo fazer minhas músicas, mas nesse disco, eu tive a ideia de fazer uma homenagem à nossa querida e amada Carmen Miranda».

Fazer uma versão de «Sun is Shining», de Bob Marley, «foi uma ideia que acabou vindo junto com a viagem que eu fiz para a Jamaica, por estar lá, e o Stevie Wonder ("The Real Thing") foi um presente, foi o Mark Ronson que me sugeriu», indicou.

De Portugal, onde esteve há dois anos, Bebel diz que tem «saudades, porque o público português é sempre maravilhoso».

E é precisamente à Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, onde passou o seu aniversário - 12 de Maio - em 2007, que a cantora regressa a 26 de Outubro, para apresentar «All in One», «feliz da vida».

 

Fonte: IOL Música