Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Delta Tejo: Banda Calypso

A fechar a noite do palco principal, a Banda Calypso aqueceu tanto o ambiente com a dança de Joelma Mendes, a vocalista, que se sentia ao longe a plateia a fervilhar. De cabelos dourados até à cintura, ela aparece em palco saída de um furacão. Veio, aliás, do brasileiro Belém do Pará, com a lambada e o forró pegados ao corpo ¿ e com o marido, Cimbinho, de guitarra na sacola. Todos os conhecem, eles que têm no currículo dez milhões de álbuns vendidos em dez anos de carreira, que agora assinalam com uma digressão pela Europa e Estados Unidos.

De soutien preto, saia de bailarina vermelha, botas altas e mini-casaquinho com gola de peluche, a vocalista (ou seria Cloe, a Bratz?) salta e solta o show com músicas como «Pra Me Conquistar», cuja letra é como um manual de instruções para sexo banal ou será para o amor eterno? Reza assim: «Meu amor você pode ser o garanhão, você pode ser tudo de bom, você pode ser o cara, mais pra me conquistar você tem que rebolar». Qual Beyoncé, qual Shakira, Joelma é dona de uma corpo com muita malhação. E como a norte-americana ou a calombiana, é incansável em palco. A Banda Calypso fechou em grande o último dia da terceira edição do Festival Delta Tejo. Estratosféricos, trouxeram ao Alto da Ajuda o mundo que, geralmente, não se vê nas andanças dos Festivais de Verão, mas que mexe bem a anca.
 

 

Fonte: IOL Música