Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Vanessa mata saudades do País

Cheia de energia, Vanessa da Mata encantou os fãs na véspera de rumar ao festival Delta Tejo

 

"Estava a lembrar o último show que fizemos aqui e, apesar das cadeiras, todos dançavam. Espero que esta noite seja igual." Foi com estas palavras que Vanessa da Mata deu as boas-vindas, anteontem, a um Coliseu do Porto repleto de fãs que não perderam a oportunidade de rever a brasileira dos pés descalços e da flor no cabelo.
 

Eram 22h15 quando, ao som de ‘Baú’, Vanessa da Mata entrou em palco, sempre com a alegria e emoção que a caracterizam. Ao longo de um concerto de cerca de duas horas, a voz feminina (ao lado de Ben Harper) de ‘Good Luck/Boa Sorte’ apresentou ‘Multishow ao Vivo’, o primeiro disco da brasileira gravado ao vivo.

Ao contrário do que se esperava, a cantora do Mato Grosso fugiu um pouco aos temas habitualmente trauteados pelo público. Mas, apesar de tudo, o Coliseu do Porto esteve ao rubro, fazendo eco de músicas como ‘Não me Deixe Só’, ‘Quando o Homem tem uma Mangueira no Quintal’ ou ‘Ainda Bem’.

"Peço-vos que se contentem com a minha versão da música", desabafou a cantora, fazendo prever o momento que se seguia. E foi com ‘Good Luck/Boa Sorte’ que o Coliseu do Porto presenciou o momento mais alto da noite.

Já na recta final do espectáculo, Vanessa da Mata, emocionada, recebeu o fadista português António Zambujo. A despedida foi feita com ‘Ai, Ai, Ai’. No entanto, a artista e os seus músicos não saíram do palco sem homenagear Michael Jackson. Na sala de espectáculos dançou ao som ‘Billie Jean’.

 

Fonte: Correio da Manhã