Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

O Rappa em entrevista (II)

A banda brasileira O Rappa acredita que «para falar das situações que aparecem nas canções é importante, de alguma forma, vivenciá-las».

A declaração foi feita ao Cotonete pelo membro fundador Marcelo Lobato, em antecipação do concerto do grupo esta sexta-feira, em Carcavelos.

Questionado sobre a crítica à Administração Bush, presente em "Instinto Coletivo", disco gravado antes do 11 de Setembro, Lobato não hesita: «tudo que afecta o ser humano nos interessa».

«Na verdade», continua, «estamos sempre atentos às ruas. 

Dali saem a força criativa, as ideias mais contundentes, as formas de driblar o duro quotidiano».

Foram vários os projectos sociais em que O Rappa participou ao longo dos anos. O músico dá um exemplo recente: «estamos agora envolvidos no projecto Tostão 
Por Tostão, alavancado pelo grafiteiro Fábio Ema que participa dos nossos shows».

«Com parte do que arrecadamos dos shows, conseguimos suportar aulas de graffiti para jovens pré-seleccionados pelo Ema. Com isso, estamos apostando em jovens talentosos que não tinham nenhuma expectativa e que podem tornar-se futuros monitores. Uma possível multiplicação», explica.

Do ponto de vista estético, em "O Silêncio q Precede o Esporro", editado em 2003, O Rappa faz a sua primeira grande incursão pela bossa nova. Mas a mistura de géneros musicais sempre aconteceu na banda.

«Gostamos de ouvir tudo. Temos uma grande influência do reggae, ragga muffin, samba rock, música folclórica, samba antigo, dub, música electrónica, hip-hop, música africana...», enumera Lobato.

«Tentamos combinar de forma natural esses géneros», continua, «e fazer do [nosso] som um estilo próprio. Por isso, um disco d' O Rappa apenas é considerado pronto depois de mixado, pois até lá está sujeito a novas inserções e modificações».

Na próxima sexta-feira, o Cotonete edita a terceira e última parte da conversa, no dia em que O Rappa sobe ao palco do Pavilhão dos Lombos, em Carcavelos.

 

Fonte: Cotonete