Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Pernambucanos da Kalouv lançam vídeo para “Peixe Voador”

A banda Kalouv acaba de lançar o clipe para a canção “Peixe Voador”. O single faz parte do compacto “Planar sobre Invisível”, gravado este ano no projeto Converse Rubber Tracks, em São Paulo. O clipe gravado em plano sequência em uma praia deserta de Natal, traz direção e roteiro de Jônatas Barbalho. Na coreografia, o ator e dançarino Micaio Lima reage às notas da música, como se corpo e som fossem um só. O vídeo é uma realização Transtorno Filmes e E-studio 840.

 

Em seis anos de banda, essa é a primeira vez que a Kalouv produz um clipe - o que não significa sua ausência dos serviços de vídeo. Pelo contrário: os próprios fãs incluem a música em edições de filmes populares, ou produzem conteúdo original para as canções. Ao notar essas criações, os rapazes perceberam que a forma como as composições são construídas estimulava a imaginação dos ouvintes. O guitarrista Túlio Albuquerque conta que a partir dessa percepção, eles começaram a alimentar a vontade de fazer algo no audiovisual:

 

“Chegamos a montar equipes algumas vezes, mas sempre algo dava errado. Até que finalmente conhecemos Jônatas, o diretor do vídeo, numa das viagens que fizemos a Natal para tocar. Notamos que ele tinha a sensibilidade necessária e toda motivação do mundo pra fazer isso acontecer. A partir desse encontro, praticamente tudo ficou nas mãos dele. Tivemos a sorte também de ter a participação de uma equipe muito talentosa e querida, além de um ator/dançarino extremamente expressivo que foi o Micaio Lima, que criou e executou muito bem a coreografia. A escolha pelo plano sequência também foi um ponto que contribuiu muito para a leveza e fluidez da mensagem. Ficamos muito felizes e surpresos com o resultado”, conta.

 

A conexão entre o áudio e o visual na Kalouv é um detalhe percebido pelos integrantes. Talvez pelo fato das músicas não terem letras, estas são vistas como telas brancas em que o ouvinte constrói sua própria história. A cada novo trabalho os rapazes procuram artistas visuais que se conectem com o espírito das canções. As artes de “Sky Swimmer” (2011) foram produzidas por Ianah Maia; as de “Pluvero” (2014), contaram com as ilustrações do Imarginal; já o compacto “Planar sobre o Invisível” (2016), ganhou o toque de Alexandre Palacio.

 

O trabalho mais recente da Kalouv, o compacto produzido no projeto Converse Rubber Tracks, traz nas concepções das músicas o videogame, fruto direto da união entre o visual e o sonoro. No clipe de “Peixe Voador”, o visual é explorado de maneira reflexiva e sincera, ganhando novas nuances por meio da coreografia de Micaio Lima.

 

“Sempre nos emocionamos muito quando víamos alguém dançando na plateia durante o show. Nossa música às vezes pode parecer um pouco introspectiva, mas percebemos também ao longo do tempo que essa introspecção pode fazer com que o ouvinte seja transportado para algum outro lugar de forma metafórica. O corpo consegue exprimir isso de forma muito sincera, e quando há um movimento como o da dança, sabemos que algo de transformador aconteceu ali”, analisa Túlio.

 

No som instrumental da Kalouv entram influências do post-rock ao shoegaze, com altas doses de rock progressivo. Atualmente em turnê, esse ano foi o mais movimentado da banda: foram duas tours passando por três regiões do país e apresentações no Festival de Inverno de Garanhus (PE) e no Prata da Casa, do Sesc Pompeia (SP). Ainda este ano eles embarcam em uma passagem pelo Nordeste, onde participarão do Festival DoSol (RN) e Big Bands (BA). Fazem parte do grupo os músicos Basílio Queiroz (baixo), Bruno Saraiva (teclado), Rennar Pires (bateria), Saulo Mesquita (guitarra) e Túlio Albuquerque (guitarra).

 

“Incerteza de um Encontro Qualquer” é o novo videoclipe da Alarmes

Conhecido pelos amantes da cena indie brasileira, o trio Alarmes divulga o clipe da música “Incerteza de Um Encontro Qualquer”, que faz parte do primeiro álbum “Em Branco”, lançado esse ano. Inspirado em desenhos e filmes modernos como “Apenas Um Show” e “O Âncora”, o vídeo traz a banda em um cenário escuro e sombrio, mas com uma pitada de humor e descontração. O videoclipe já está disponível no YouTube.

 

Quarta faixa do disco, “Incerteza de um Encontro Qualquer” manifesta a energia dos integrantes e aborda o conjunto de sensações dos encontros casuais e o sentimento que dois estranhos podem vivenciar. No videoclipe, a banda se envolve em um campeonato de Beer Pong, em um cenário obscuro, mas ao mesmo tempo, divertido. A direção é assinada por Lucas Furtado, baixista da Scalene, em seu primeiro trabalho audiovisual. Cadu Andrade e Gabriel Migão completam o time.

 

Parte da nova geração de bandas de Brasília, a Alarmes é um dos nomes que simbolizam mais um capítulo da história do rock no DF. Formada por Arthur Brenner (voz e guitarra), Lucas Reis (baixo) e Gabriel Pasqua (bateria), o trio tem agitado a cena com as músicas do disco “Em Branco”. Na produção independente, os rapazes incorporam às 12 faixas elementos do rock britânico atual, como os gêneros indie e stoner. Bandas como Arctic Monkeys, Royal Blood, Queens of The Stone Age e Interpol são as grandes referências.

 

No vídeo, a banda contou com a participação de integrantes de diversos músicos da prolífica cena brasiliense como a já citada Scalene, Dona Cislene, Almirante Shiva e Trampa.

 

O sucesso da Alarmes pode ser visto na bagagem musical, com apresentações ao lado de importantes nomes do rock nacional como Raimundos, Capital Inicial, Plebe Rude, Os Paralamas do Sucesso, Far From Alaska, Autoramas e Fresno.

 

Capital Inicial libera vídeo acústico de "Me Encontra"

 
O Capital Inicial liberou em seu canal do YouTube o vídeo acústico de "Me Encontra", uma das faixas do DVD "Capital Inicial Acústico NYC (Ao Vivo)", lançado há um ano.

A banda segue promovendo o disco e a faixa "Me Encontra" é o novo single trabalhado pelo grupo - a faixa foi para a programação das rádios FM de todo o País. O próximo show da banda acontece no dia 02 de dezembro, no Centro de Convivência em Padre Miguel, no Rio de Janeiro.


 
Fonte: Território da Música