Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Ana Carolina no Coliseu do Porto em Julho

 

Cantora brasileira canta no Porto a 2 de Julho e no Delta Tejo, em Lisboa, no dia seguinte.

 

 

A cantora brasileira Ana Carolina tem concerto marcado no Coliseu do Porto, a 2 de Julho.
Os bilhetes para o espectáculo na Invicta, que começa às 22h00, custam entre 22 euros e 50 euros.
No dia seguinte, isto é, a 3 de Julho, Ana Carolina apresenta-se ao vivo no Festival Delta Tejo, em Lisboa.
A intérprete de "Quem de Nós Dois" actua no "Dia das Mulheres" do Delta Tejo, com Ana Moura, Susana Félix e Nneka.

 

A quarta edição do festival Delta Tejo realiza-se entre 2 e 4 de Julho no Alto da Ajuda, em Lisboa. Os bilhetes já estão à venda e custam 25 euros (um dia) e 40 euros (três dias).

 

 

 

Fonte: Blitz

Sucesso de Luiz Caldas e turnê na Europa

 

O primeiro DVD da banda Moinho da qual faz parte a cantora e atriz baiana Emanuelle Araujo, tem no repertório um antigo sucesso de Luiz Caldas O que é que essa nega quer? Tão logo o trabalho seja lançado Emanuelle, que foi vocalista da banda Eva em substituição a Ivete Sangalo, pretende fazer uma excursão pela Europa.

 

Fonte: Blog do Marron

‘Trovador urbano’ Renato Russo faria 50 anos neste sábado

Nascido no Rio de Janeiro, músico morreu em 1996 mas continua vivo para fãs e mídia

 

Chamado de poeta e trovador pelos fãs, Renato deixou obra vasta, com Legião e solo
Mentor e líder daquela que talvez seja a banda de rock mais emblemática que o Brasil já originou, Renato Russo completaria 50 anos neste sábado (27).

 

Nascido Renato Manfredini Júnior no Rio de Janeiro e criado entre Rio, Nova York e Brasília, o bardo do rock nacional incorporou “Russo” ao próprio nome devido à sua reverência a três artistas: o iluminista suíço Jean-Jacques Rousseau, o filósofo inglês Bertrand Russel e o pintor francês Henri Rousseau. Virou Renato Russo.

Professor de inglês em cursinhos quando jovem, ele começou no mundo da música com a banda Aborto Elétrico, na qual já foram gerados muitos sucessos da Legião. O músico namorou por muitos anos o norte-americano Robert Scott Hickman, que morava em San Francisco (EUA) e ficou marcado como a grande história de amor de sua vida.

Fruto de um caso furtivo, Giuliano Manfredini, único filho de Renato Russo, tem hoje 20 anos e pode ser considerado, também, uma história de amor na vida do pai. Apesar de ter apenas seis anos quando Russo morreu, ele foi criado pela avó paterna e trabalha hoje como artista e produtor musical. Filho de peixe...

Legião musical

Ao lado dos músicos Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, Russo liderou a Legião Urbana, um dos maiores fenômenos do rock nacional “de qualidade” e, por que não, do rock mundial: até hoje, a banda é uma das que mais vendem discos dentro do catálogo da gravadora EMI Music, em todo o mundo.

 

São incontáveis os sucessos marcados pela voz grave e pelas letras poéticas de Russo. Músicas como Pais e Filhos, Será, Que País É Este?, Eduardo e Mônica e Geração Coca-Cola tocam até hoje nas rádios, e os discos da banda continuam tendo tiragens. 

Além dos oito álbuns de estúdio e dos quatro ao vivo da Legião Urbana (fora as coletâneas), Renato Russo tem seis discos solo lançados (quatro são póstumos), sendo os dois primeiros, produzidos quando ele ainda estava vivo, os mais conhecidos: The Stonewall Celebration Concert (1994), todo com letras em inglês, e Equilíbrio Distante (1995), cantado inteiramente em italiano.

 

Nos palcos, Russo era polêmico: brigava com a plateia quando se sentia desrespeitado ou hostilizado, e não levava desaforos pra casa. Em um dos episódios mais marcantes das turnês da banda, em 1988, em Brasília, um tumulto deixou cerca de 500 pessoas feridas e o estádio Mané Garrincha depredado. Russo deixou o palco antes do show e foi vaiado pelo público, irritado com a desorganização, o atraso para o início do show e o frio da noite brasiliense.

Na última apresentação da banda, em Santos, em 1995, Renato Russo cantou deitado no palco por 45 minutos, após ter sido atingido por uma latinha vinda da plateia.

Ele morreu em seu apartamento, na zona sul carioca, em 11 de outubro de 1996, vítima de complicações causadas pelo vírus HIV.

 

Fonte: R7

Sandy divulga endereço de site oficial

 

 

A cantora Sandy lança em breve o primeiro álbum solo da carreira e as novidades já começam a surgir. Depois de ter divulgado a primeira foto que será usada no encarte do álbum - a imagem ao lado - Sandy também revela o endereço de seu novo site oficial.

Todas as novidades sobre a cantora estarão disponíveis no endereço www.sandyoficial.com.br. No site já é possível assistir um pequeno vídeo de Sandy comentando sobre a importância da música em sua vida.

O primeiro ‘single’ solo de Sandy será lançado em abril e o álbum completo na primeira semana de maio. Serão 13 faixas inéditas e autorais e uma delas contando com a participação da cantora inglesa Nerina Pallot.

Além do site oficial, os fãs podem ficar sabendo das novidades através da conta de Sandy no Twitter: @SandyLeah.

 

Fonte: Território da Música

Capa escolhida

 

O cantor Netinho jogou o desafio e os seus fãs corresponderam. A disputa foi difícil, mas eles conseguiram decidir qual será a capa do DVD do artistas baiano.

Netinho havia disponibilizado três opções de capa do seu 2º DVD de carreira, o Netinho e a Caixa Mágica, para os fãs em seu Twitter, blog e Facebook decidissem qual representaria melhor o espírito do projeto. Após alguns dias de votação, os fãs escolheram a capa número 1, que você confere a baixo:

 

 

Fonte: Axezeiro

Cheiro de Amor do Brasil

 

Cheiro de Amor a mais de mil. Mal acabou de produzir DVD gravado no Axé 2009 [BH], com lançamento previsto para o final do mês de maio, Windson Silva (o dono do brinquedo) , encantado com a atual fase do grupo, já sinaliza a produção de um novo kit CD/DVD.

A próxima “viagem” do Cheiro será em clima 100%  praieiro.  O local da gravação não foi revelado, mas é certo que musicalmente a banda vai investir da veia pop, mesclando com elementos da axé music, claro. 

Quem está muito bem na fita é a cantora Aline Rosa. Olha só o que Widson disse: “A gente não vai, de forma alguma, perder a chance de trabalhar a pegada pop que nossa cantora tem. O Brasil abraçou nosso projeto e estamos tocando bem nos mais variados perfis de rádio nacionais. Não deixamos de ser, jamais, uma banda de axé music, mas o som do Cheiro esta mais pop, sim, e isto esta sendo muito positivo e Aline está em ótima fase”, afirma.

O DVD recentemente gravado chama-se Axé Mineirão, e além do show gravado no evento, conta com três clipes: Eu Quero, gravado numa mansão na praia de Busca Vida; Baladeiro, produzido em dois galpões  [ambos em Lauro de Freitas – BA] e Chama da Paixão, que teve como locação o heliporto do Salvador Trade Center, as conhecidas “Torres Gêmeas”, na Av. Tancredo Neves [Salvador]. Fred Soares assina a direção do projeto.

O empresário Windson Silva não consegue disfarçar sua satisfação ao comentar que “todo o trabalho está muito bem feito. Em Chama da Paixão, por exemplo, gravamos no por do sol, do alto da cidade... a luz está linda e eu acho que todos vão curtir muito”, revelou.

Ou seja, tudo indica que o Cheiro de Amor estará com três DVDs rodando pelos vídeos do Brasil e do mundo já que o Cheiro de Amor – Acústico ainda esta em pleno movimento de venda, tanto no “oficial”, como no piratão.  Com certeza continua tendo Cheiro de Amor no ar...

 

Fonte: Axezeiro

Racionais MC's no Porto

 

Dia 28 de Março - 23h

Caldeirão da Holga

Porto

15 (Comprado antecipadamente) - 22€ (Comprado no dia)

 

Informações: racionaisnaeuropa@gmail.com

Os melhores da festa

Noite de festa para a música baiana. O Teatro Castro Alves recebeu convidados do grupo A Tarde para o que se pode chamar de Oscar da Axé Music: o Troféu Dodô & Osmar. Entre torcidas, algumas surpresas e um clima de celebração, os personagens que fazem do Carnaval da Bahia uma festa apaixonante, se reuniram para saber quem levaria o troféu de melhor de 2010.

Como toda e qualquer premiação, tem gente que gosta e tem gente que não gosta do resultado. Normal. Para aparar qualquer possibilidade de dúvidas quanto à retidão do evento, produção, corretamente, convidou um representante do Ibope para, logo de cara, “assinar em baixo”. Tudo claro, a hora era do show começar. Na verdade já havia começado com a entrada divertidíssima do ator Fábio Lago vivendo um cupido hilário.

O espetáculo ganhou em tudo.  Mais ágil [ótimo o corte das falas dos premiados], mais enxuto e mais bem “editado”. Lindos, os números musicais.

Emocionante a abertura na homenagem a Neguinho do Samba com os tambores da Banda Didá, mais uma criação do pai do samba reggae, e das vozes que fizeram e fazem a história do Olodum  [Jau, Tonho Matéria, Germano e a nova linha de frente, Nadjane, Lucas de Fiori e Matheus].

Divertida e afinada roda de samba com Xanddy [Harmonia do Samba], Márcio Victor [Psirico], Léo Santana [Parangolé] e Beto Jamaica [Som de BR].

Chicleteiros de plantão em êxtase com o som de Bell Marques e sua turma [cantor e banda receberam troféu como os mais premiados na história do troféu].

Confira o resultado na íntegra e logo em veja lances da noite nas fotos de Alex Dantas, do estúdio Diferente.

 

Camarote Mais Bonito - Salvador
Camarote Mais Animado - Nana Banana

Melhor Bloco Barra/Ondina - Nana Banana
Melhor Bloco Avenida - Coruja

Melhor Bloco Infantil - Algodão Doce

Melhor Bloco Afro Infantil -  Ibéji

Melhor Bloco Afro - Ilê Aiyê

Melhor Bloco Afoxé - Filhos de Gandhy

Melhor Cantor Afro - Lucas di Fiori [Olodum]
Melhor Cantora Afro - Larissa Luz (Araketu)

Cantor Revelação - Keno [O Báck]

Cantora Revelação - Maristela Muller

Banda Revelação - O Báck

Melhor Puxador de Bloco - Saulo Fernandes

Melhor Bloco de Samba - Alerta Geral

Melhor Grupo de Pagode - Parangolé

Melhor Música - Rebolation [Composição: Léo Santana e Nenel]
Melhor Cantor - Léo Santana

Melhor Cantora - Ivete Sangalo
 

JURI TECNICO 
 
Melhor Fantasia de Bloco Afro – Cortejo Afro e Male Debalê [empate técnico]
Melhor Projeto Visual de Trio - Cláudia Leitte
Produção de Moda do Artista Feminino - Ivete Sangalo [Estilista: Patrícia Zuffa]
Produção de Moda do Artista Feminino – Denny [Estilista: Valéria Kaveski]

Percussionista - Cara de Cobra [Banda do Bem – Ivete Sangalo]

 

Fonte: Axezeiro

Cantor Belo pode fazer turnê pela Europa, afirma jornal

Depois que saiu da prisão após ser absolvido das acusações de envolvimento com o tráfico de drogas, Belo planeja expandir sua carreira em outros mercados. Segundo a coluna Olá, do jornal Agora São Paulo, o pagodeiro estaria marcando uma série de shows pela Europa, entre maio e junho.

Até o momento não foi informado às cidades que o cantor fará seus shows.

 

Fonte: Virgula Música

Sandy publica vídeo em site oficial em que fala sobre nova fase profissional

Sandy está prestes a lançar o seu primeiro disco-solo. Para deixar os fãs ainda mais ansiosos, a cantora postou um vídeo em seu site oficial, onde explica sobre a nova fase profissional.

"Eu sei e sempre soube o tamanho que a música tem na minha vida. O quanto ela é importante para mim, o quanto ela é dominante na minha vida. Preciso muito disso para viver e para ser feliz. Agora eu preciso, para mim, saber que eu fiz sozinha", diz a cantora.

O primeiro vôo solo de Sandy ainda não tem nome confirmado. Segundo especulações, o novo single dela pode chegar as rádios em abril.

Assista ao vídeo clicando aqui.

 

Fonte: Virgula Música

Pedro Luís fala sobre os 10 anos do Monobloco

 

O Monobloco arrastou no último carnaval mais de 400 mil foliões pela avenida Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro. Palco de manifestações históricas, a avenida está acostumada às grandes multidões, mas mesmo assim os números do grupo impressionam.

Na última quarta-feira, dia 17, a passeata contra a divisão dos royalties do petróleo, por exemplo, que aconteceu exatamente na mesma avenida, reuniu cerca de 150 mil pessoas. Fez barulho suficiente para influir em decisões em Brasília, mas o número ainda é cerca de um terço do que o grupo de percussão consegue agregar em seus desfiles de rua.

Pedro Luís, um dos fundadores do Monobloco, concedeu uma entrevista ao iG, na qual fala da trajetória do grupo surgido a partir de uma oficina de percussão e que agora completa 10 anos de estrada. “A intenção era montar um bloco de carnaval a partir do nosso grupo de percussão. Monobloco é uma banda de baile, com instrumental do samba a serviço de toda música brasileira. A gente vai testando nos shows e vê o que funciona”, diz.

Para marcar a data, eles lançam pacote com o primeiro DVD e também o CD “Monobloco 10” (Universal Music), gravado ao vivo no ano passado. No repertório, músicas que não faltam a nenhum dos shows do grupo. Desde o forró “Isso aqui tá bom demais”, de Dominguinhos, ao pop rock “Alagados”, dos Paralamas. Além das carioquices de Tim Maia, Cazuza, Jorge Ben e de “Peguei um Ita no Norte”, samba-enredo mais conhecido como “Explode Coração”, que deu ao Salgueiro o título do carnaval de 1993.
 
O que hoje é um dos símbolos do cenário musical carioca surgiu, na verdade, em São Paulo. Mais precisamente no bairro de Vila Mariana, onde Pedro Luís, Mário Moura, C.A. Ferrari, Sidon Silva e Celso Alvim administravam uma oficina de percussão no SESC-SP. “Não faço a menor idéia de como seríamos se tivéssemos permanecido em São Paulo”, diz o músico. A seguir, a entrevista com Pedro Luis, que apresenta o show de lançamento do CD e DVD no Vivo Rio dia 16 de abril, com os outros 18 músicos da banda.

 

 

  Isac Luz    

iG: Como explica o sucesso do Monobloco muito além dos dias de carnaval?
PEDRO: Só foi possível alcançar esta magnitude  depois de 10 anos de carreira, devido ao empreendimento coletivo. Tudo começou como uma oficina de percussão, em São Paulo. Era uma experiência esporádica, vinculada ao show de ‘A Parede’. Trouxemos logo o projeto para o Rio e amigos foram se agregando para serem colaboradores da iniciativa musical.

iG: De onde surgiu o nome “Monobloco”?
PEDRO: O nome “Monobloco” é um conceito do tipo de música que fazemos. Cada ritmista com um instrumento, tocando em ‘mono’, ou seja, formando todos um bloco único de som, ou um ‘monobloco’. A intenção era montar um bloco de carnaval a partir do nosso grupo de percussão. Depois do sucesso inicial, selecionamos uns 30 batuqueiros, entre profissionais e alunos, e criamos um bloco-show.

iG: Como foi a transição de São Paulo para o Rio?
PEDRO: A experiência em São Paulo durou uma semana. Logo viemos para o Rio, com o apoio da prefeitura. Não tem nada a ver com São Paulo. Não sei, não faço a menor idéia de como seriamos se tivéssemos permanecido em São Paulo. O Rio tem vocação para o carnaval de rua, é uma trajetória diferente.

 

 

  Isac Luz    

iG: Os chamados “blocos-show” são uma tendência musical?
PEDRO: Sim, mas apenas os blocos formados por músicos mesmo. É o que deu um status de refinamento musical. Não estou falando que isso é melhor ou pior. Não sou contra os blocos despretensiosos, os “blocos sujos”, não importa isso. O diferencial, o que surgiu nos anos 2000, foi um fenômeno de blocos criados por músicos. É uma maneira de profissionalizar os blocos.

iG: Do forró  “Isso aqui tá bom demais”, de Dominguinhos, ao pop-rock “Alagados”, dos Paralamas. Como chegar a esta junção de estilos tão diferentes?
PEDRO: A grande estrela no Monobloco é o repertório, e de que forma ele é tratado. As pessoas se identificam muito com as músicas que tocamos. Tudo que está no DVD veio de experimentos. Monobloco é uma banda de baile, com instrumental do samba a serviço de toda música brasileira. A gente vai testando nos shows e vê o que funciona.

iG: O que o Monobloco não tocaria de jeito algum?
PEDRO: Música ruim... Mas não vou citar nomes, porque não acho simpático com os colegas. Hermeto Pascoal fala uma frase ótima: “Não existe musica brasileira boa ou ruim. Existe música ruim em todos os gêneros”. Já o contrário, entre os imperdíveis, Jorge Ben e Tim Maia são clássicos, não pode faltar em nenhuma apresentação. O repertório nacional é tão generoso. Mas o Monobloco não tem muito de reflexão...

 

 

     

iG: Por quê?
PEDRO: Prezamos por uma festa de paz. Arrastamos 350 mil, 400 mil pessoas em paz. Não temos um gênero fechado. Temos sim um comprometimento social. Mas mais na conversa, do que no texto da música. A preocupação com o social está ligada na questão do coletivo, no fato de ter tanta gente junto, se divertindo sem problemas.

iG: Bandas muito menores têm problemas entre os integrantes. Como manter a harmonia entre 19 músicos?
PEDRO: Atritos e divergências sempre existem. A gente cuida para que isso não fique maior do que a vontade de cantar. Estão todos no palco para se divertir, felizes, cantando, zoando. A comunicação com a plateia é permanente, precisamos positivar o coletivo.

iG: Como é a parceria com a sua mulher, a cantora Roberta Sá?
PEDRO: Nossa parceria começou musicalmente, na verdade. Tudo começou aí. Ela me pediu uma canção e eu fiz “Braseiro”, que deu título ao CD dela. A gente é casado, mas tem ascendência sobre o trabalho um do outro. A gente gosta de ouvir a opinião, de sugerir, de se proteger, de observar... A gente gosta das mesmas coisas, então tudo fica mais fácil.

 

Divulgação  

Desfile do Monobloco no carnaval deste ano, no Rio

 

Fonte: IG Música

Novo Site da Rainha

 

 

Os fãs de Daniela Mercury já podem comemorar a super novidade. A Rainha do Axé lançou o seu novo site, que trará uma proximidade maior entre ela e seus admiradores.

Disponível em português, inglês e espanhol e designer totalmente reformulado, a nova página oferece ao internauta a possibilidade de acessar as várias ferramentas de comunicação da cantora, como Facebook, YouTube, Flickr, blog e Twitter. Álbum de fotos, páginas de vídeo, player com sucessos e blog são outros atrativos disponíveis para os fãs de Dani.

Em seu blog, Daniela dá as boas vindas e conta que acompanhou cada detalhe, para oferecer o melhor aos seus fãs:

Sejam todos bem-vindos ao meu novo site. Aqui vocês vão encontrar fotos, vídeos de bastidores, coisas engraçadas, informações que quero dividir com vocês...Notícias sobre minha carreira, shows.. Eu vi cada detalhe deste site...página por página, imaginando cada um de vocês acessando por aqui... Espero que a partir de agora a gente fique ainda mais próximos..., escreve a cantora.

 

Fonte: Axezeiro

Mulheres em destaque no Delta Tejo

Ana Moura, Ana Carolina e Susana Félix acompanham a já confirmada Nneka num dia dedicado às mulheres no palco principal do Delta Tejo.

As quatro cantoras animam o Palco Delta no segundo dia do festival, a 3 de Julho.

Carlinhos Brown e Buraka Som Sistema são os outros nomes confirmados para a edição deste ano do Delta Tejo.

O evento regressa ao Alto da Ajuda nos dias 2 a 4 de Julho.

Os bilhetes já estão à venda por preços que variam entre 25 euros (diário) e 40 euros (passe de três dias).

 

Fonte: Cotonete

Música nova de Netinho pode ser baixada e já tem clipe na internet

“Extrapolou” é o nome da nova música de trabalho do cantor baiano Netinho. Esta é uma das músicas incluídas no próximo lançamento do cantor, o CD e DVD “Netinho e a Caixa Mágica”. Este novo trabalho é uma super produção com bailarinos e diversos figurinos que leva o fã a um passeio pelo mundo do circo.

Netinho disponibilizou a música “Extrapolou” para baixar gratuitamente através do site oficial no endereço www.netinho.com.br. Na semana passada o cantor pediu aos fãs que escolhessem entre as três opções de capas disponíveis para o DVD. A escolhida pela maioria também pode ser vista no site.

O lançamento de “Netinho e a Caixa Mágica” será nos próximos meses. Abaixo o videoclipe oficial de “Extrapolou”:

Duetos póstumos nos 50 anos de Renato Russo

Renato Russo

 

Se estivesse vivo, Renato Russo completaria 50 anos no dia 27 de março. Pegando carona na data, a gravadora EMI lança, no início de abril, um álbum de duetos do cantor. A maior parte deles não aconteceu realmente - a voz de outros cantores foi adicionada posteriormente às gravações de Renato.

Entre os duetos póstumos, estão "Like a Lover", faixa inédita que junta o líder da Legião Urbana a Fernanda Takai. Primeira música de trabalho do disco, a faixa é uma versão em inglês de "O Cantador", composta nos anos 60 por Dori Caymmi e Nelson Motta e gravada originalmente por Sérgio Mendes.

Ainda há duetos com Marisa Monte ("Celeste"), Adriana Calcanhotto ("Esquadros") e Laura Pausini ("Strani Amori"). Há espaço até para Cássia Eller ("Vento no Litoral"), numa parceria duplamente póstuma, já que os dois cantores já estavam mortos quando suas vozes foram colocadas juntas.

Renato Russo morreu em 1996, vítima de complicações causadas pelo vírus da Aids.

1. "Like a Lover" - com Fernanda Takai
2. "Celeste" - com Marisa Monte
3. "Vento no Litoral" - com Cássia Eller
4. "Mais Uma Vez" - com 14 Bis
5. "A Carta (The Letter)" - com Erasmo Carlos
6. "A Cruz e a Espada" - com Paulo Ricardo
7. "Cathedral Song" - com Zélia Duncan
8. "Change Partners" - com Caetano Veloso
9. "Strani Amori" - com Laura Pausini
10. "La Solitudine" - com Leila Pinheiro
11. "Come Fa Um'Onda" - com Célia Porto
12. "Só Louco" - com Dorival Caymmi
13. "Esquadros" - com Adriana Calcanhotto
14. "Nada por mim" - Com Herbert Vianna
15. "Summertime" - com Cida Moreira

 

Fonte: IG Música

“Bom Tempo” de Sergio Mendes traz diversos convidados

 

Está previsto para maio o lançamento do novo álbum de estúdio do músico Sergio Mendes. Batizado como “Bom Tempo”, o disco trará a colaboração de diversos artistas como Seu Jorge, Milton Nascimento, Carlinhos Brown e Gracinha Leporace, entre outros.

O repertório é um passeio pela carreira de Mendes reunindo composições de importantes nomes da MPB como Tom Jobim, João Donato, Gilberto Gil e Jorge Ben Jor. Também faz parte do álbum a música “The Real Thing”, composição de Stevie Wonder feita especialmente para Mendes em 1977.

Algumas das músicas do álbum são “Ye-Me-Le”, “Emoriô” (com Carlinhos Brown), “Maracatu Atômico” (com Seu Jorge), “País Tropical”, “Caxangá” (com Milton Nascimento), “Caminhos Cruzados” e “Só Tinha de Ser Com Você”.

 

Fonte: Território da Música

Tchakabum, do hit Olha a Onda, lança música que mescla axé com psy

Tchakabum, o grupo carioca que estourou com duas coisas na música - o hit Olha a Onda (lembra?) e a dançarina Gracyanne Barbosa (foto), noiva do cantor Belo - quer atacar com mais um sucesso no Brasil. E desta vez, o líder do grupo, Marcelo Menezes, quer ir agradar duas tribos musicais, no mínimo, distintas...

 

O grupo esta lançando a música nova Dance Psy, que tem a mistura inusitada de axé e... psytrance (?). Dê uma escutada nela no áudio do vídeo abaixo:

 

 

Fonte: Vírgula Música

Caju & Castanha e Ed Motta lançam albuns de graça na web

Ed Motta será o primeiro lançamento virtual da Trama em 2010

 

A gravadora Trama anunciou nesta quarta-feira (17) o lançamento na internet dos novos álbuns dos artistas Ed Motta, Caju & Castanha, Pata de Elefante e Guizado, todos ainda neste semestre.

 

As novidades fazem parte do projeto Álbum Virtual, onde uma empresta patrocina lançamento do álbum e a gravadora libera-o gratuitamente para o fã, que pode distribuir as músicas livremente.

O primeiro lançamento será Piquenique, 10º álbum de Ed Motta, que estará disponível a partir do dia 26 de março. A versão online traz de bônus o remix da faixa Turma da Pilantragem (Ed Motta e Edna Lopes) interpretada por Ed e Maria Rita.Os outros álbuns ainda não tem data de lançamento definida.

Para o segundo semestre, a gravadora também já planeja novos álbuns virtuais, que também serão distribuidos gratuitamente: Rappin' Hood, Parteum, Mzurisana, seis coletâneas que comemoram os 12 anos da Trama e a coletânea de songbook de Almir Chediak, inédita em formato digital. Todos os lançamentos estarão disponíveis no site www.albumvirtual.trama.com.br.
 

Fonte: Terra Música

Ney Matogrosso com data extra



 
Ney Matogrosso vai fazer um segundo concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 2 de Maio.

Este espectáculo junta-se ao já anunciado concerto do dia 1 de Maio. No dia 29 de Abril, Matogrosso apresenta-se no Coliseu do Porto.

O pretexto para o regresso a Portugal é a apresentação do espectáculo "Beijo Bandido".

'Medo de Amar' de Vinicius de Moraes, 'A Bela e a Fera' de Chico Buarque e Edu Lobo e 'Mulher Sem Razão' de Cazuza, Dé e Bebel Gilberto são alguns dos temas que fazem parte do alinhamento do álbum e do espectáculo.

Os bilhetes para o Porto custam entre 20 e 50 euros. Para a capital estão à venda por preços que variam entre os 20 e os 55 euros.

 

Fonte: Cotonete

Alexandre Pires fala sobre seu novo CD

Álbum Mais Além chega às lojas em abril e será recheado de sambas

 

O cantor Alexandre Pires promete voltar às suas origens em seu novo CD, que deve chegar às lojas em abril. O álbum que recebeu o título Mais Além terá muito samba, estilo que lhe deu fama.

A primeira música de trabalho, Eu Sou Samba, com participação de Seu Jorge, já está nas rádios. O novo trabalho ainda traz uma homenagem a Alcione.

Nesta terça-feira (16), Alexandre Pires colocou no YouTube um vídeo no qual revela como estão as gravações. Assista abaixo.

 


 

Fonte: R7

Veja frases que marcaram a vida de Tim Maia, que morreu faz 12 anos

Tim Maia era uma figura única na MPB. Como descreveu Thomaz Souto Correia, ex-vice-presidente do Conselho Editorial da editora Abril, Tim era um franco-atirador. Não ligava para o que as pessoas pensassem dele, contanto que respeitassem seu trabalho.

Nesta segunda, dia 15, fazem 12 anos que um dos maiores ícones musicais da história do nosso país morreu por conta de uma infecção generalizada, diretamente relacionada a seus problemas respiratórios, de obesidade e diabetes.

Para lembrar um pouco de sua figura rebelde, engraçada e genial, deixamos Tim falar de Tim. Aliás, deixamos Tim falar de tudo. Abaixo, você lê frases marcantes de sua vida, que mostram que o cantor e compositor não tinha medo de nada nem de ninguém: das gravadoras, dos empresários, da Globo ou das drogas. Na verdade, ele só tinha um pouco de medo da solidão...

Roberto Carlos

"Fiquei três anos tentando fazer Jovem Guarda. Fui sabotado pelo Roberto e pela turma dele. Eles tinham medo da soul music."

"Roberto Carlos não é geniozinho. Ele é inteligente, batalhador e canta mais ou menos."

MPB

"No meu disco de bossa nova, gravei Garota de Ipanema em inglês sim. Em português, até o Dom Helder Câmara já gravou. Só falta mesmo o delegado Romeu Tuma fazer uma versão também"

"Quando soube que o Prince pediu 180 toalhas no camarim pra tocar no Rock in Rio, passei a pedir 18 toalhas por show. Ou seja, pedi 10% do Prince pra ver se fico mais valorizado."

“O segredo do meu sucesso é o equilíbrio: metade das minhas músicas são esquenta-sovaco e a outra metade é mela-cueca.”

Gravadoras

"O Rio de Janeiro é um dos centros mundiais do jabaculê. Nós somos testas-de-ferro das mesmas gravadoras que não deixam tocar música brasileira no rádio."

"Já sou independente. Rompi com as gravadoras faz tempo. Financeiramente, estou me dando muito melhor que antes"

Raça

"Gosto do Sargentelli. Ele é uma pessoa legal. Enquanto ele está vivo, deveria angariar fundos pra fundar uma universidade de pretos, já que ele colocou tantas mulatas pra mostrar a bunda."

"Hoje, sou latino, mas em Nova York eu era preto mesmo."

"O Brasil é uma terra de mestiço pirado querendo ser puro-sangue"

Sexo

"O bom é quando você senta em cima da mão esquerda pra ela ficar dormente e você pensar que é outra pessoa que está te tocando."

"Não saio com mulheres famosas porque não pago acima da tabela"

"Não sou sexualmente planejador. Fui criado na zona e sempre paguei royaltie normal."

“O problema do gordo é que ele quando beija, não penetra. E quando penetra, não beija.”

Família

"Meu sobrinho Ed Motta ficou besta pra caramba. Se deixar, ele manda o Tim Maia pra casa do cacete"

Rede Globo

"Tive que acionar a Globo na Justiça porque eles me cortaram até do fundo musical do Xou da Xuxa. E quem mandou me cortar? O Boni!"

"Todo mundo quer me ver cantar na Globo porque ela é um veículo de comunicação mais danado"

Drogas

"Eu sou o bispo Tim Maia e tenho meus adeptos: chamo os ‘doidões’ para o Circo Voador e faço o meu show"

"Eu não fumo, não bebo e não cheiro. Meu único defeito é que eu minto um pouco"

"A maior propaganda da cocaína está na TV. Eles mostram os papelotes e os caras abrindo os sacos com aquela faquinha"

Religião

"Quando cheguei lá, vi que a Cultura Racional era umbanda, candomblé, baixo espiritismo (...) "Ele (Jacinto Coelho) passou 15 anos com seu Sete da Lira e tinha uma propriedade enorme em Nova Iguaçu, que incluía até um motel para extraterrenos"

Estilo de vida

"Resolvi fazer uma dieta rigorosa. Cortei com o álcool, gorduras e açucar. Em duas semanas, perdi 14 dias."

Tim Maia

"Por enquanto sou um sujeito que, em vez de estar dormindo com uma Miss Brasil até as 9 da manhã, acaba dormindo com uma prostituta que sai correndo às 6h43 e ainda leva quinzinho. Mas isso vai mudar."

 

Fonte: Virgula Música

Capital Inicial finaliza gravação de novo álbum

 

 

Estão finalizadas as gravações para o novo álbum da banda Capital Inicial. O vocalista Dinho Ouro Preto publicou uma mensagem no site oficial do grupo informando aos fãs sobre o término dos trabalhos.

As gravações foram realizadas no estúdio NaCena, em São Paulo, com produção assinada por David Corços, que já trabalhou com Planet Hemp, Marcelo D2 e Seu Jorge, entre outros.

O novo disco ainda não tem título definido, nem data exata para chegar às lojas. O álbum trará 11 faixas, incluindo “Vivendo e Aprendendo”, “Melhor”, “Depois da Meia-Noite”, “Ressureição” e “Vamos Comemorar”, parceria de Dinho com o baixista Pit Passarel, do Viper, irmão de Yves Passarel.

 

Fonte: Território da Música

Pág. 1/2