Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

Cansei de Ser Sexy no Coliseu de Lisboa - Rapidinha!

O Coliseu de Lisboa esteve longe de encher para receber o regresso dos brasileiros Cansei de Ser Sexy a Lisboa talvez porque os fãs da banda estão a diminuir depois do lançamento deste segundo disco. É verdade que a passagem da vocalista Lovefoxx e companhia voltou a agitar as massas, mas a curta duração da actuação deixou no ar uma sensação de rapidinha que soube a pouco.

A vantagem de assistirmos a um concerto na hora certa, no momento certo, é, entre muitas outras, o facto de a partir dali termos sempre um ponto de comparação para avaliarmos futuros espectáculos. No caso dos brasileiros a sua passagem por Paredes de Coura no ano passado foi inesquecível, e prolongaram a magia no Lux na altura em que o disco de estreia era obrigatório nos ambientes mais dançáveis da Europa com uma mão cheia de grandes temas que foram consumidos durante meses.

A imprensa inglesa que andou com os CSS ao colo maravilhada com o disco de estreia, e atraída pelo selo da editora Sub Pop, resolveu deixá-los cair logo ao segundo disco com criticas pouco positivas nas páginas das principais revistas mensais. A esta perda de fulgor não será alheia a zanga com o manager da banda, assim como a saída do baterista Iracema Trevisan. Mas a principal razão será mesmo a menor inspiração registada em «Donkey», o disco editado já este ano.

Foi, naturalmente, sobre este novo registo que a actuação dos paulistas rodou. Bem recebidas as canções «Left Behind», ou «Rat is Dead» não conseguiram fazer esquecer a genica das antigas «Meeting Paris Hilton», «My Hot Hot Sex», ou a grande «Superafim». Mesmo o momento mais esperado da noite soube a pouco. A interpretação de «Let`s Make Love and Listen to Death From Above» foi despachada com a voz de Lovefoxx a ser abafada pelo alto volume com que o som dos instrumentos ecoava na sala.

Do ponto de vista da entrega, e atitude em palco, nada a apontar. A vocalista sempre irrequieta, mostrou sempre a sua alegria de estar de volta, poder falar português, e fez questão que não se esqueceu do vinho verde que conheceu no Minho, nem dos pastéis de Lisboa. Mas o alinhamento foi surpreendentemente curto. Ao fim de três quartos de hora já o grupo saía para depois voltar para um encore de 15 minutos. Os Cansei de Ser Sexy dão ideia de estarem também cansados da estrada e precisam de se concentrar num 3º álbum ao nível da estreia se não querem cair no esquecimento colectivo.

 

Fonte: Disco Digital