Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Música do Brasil

Música do Brasil

“Mais poderoso do que nunca”, Jota Quest lança novo disco e nova turnê

Jota Quest
Melhores e mais fortes quando estão juntos

 

São seis álbuns de estúdio e mais de uma década de carreira e o Jota Quest não cansa. Sorte deles. Seu novo disco, La Plata, chega às lojas na próxima quinta-feira e a nova turnê cai na estrada no dia seguinte e, se o pacote repetir o sucesso dos últimos anos, a banda vai ter muito trabalho pela frente.

A última turnê dos mineiros teve 340 shows e atraiu mais de dois milhões de pessoas. Desta vez, eles prometem levar ao público 18 toneladas de equipamentos que incluem um telão de alta definição de 50 metros quadrados.

O disco surge também com sua leva de novidades. Ele está sendo disponibilizado na íntegra no MySpace ao longo desta semana e foi gravado no estúdio “Minério de Ferro”, montado pela banda. “Construímos ele ano passado em uma casa em Belo Horizonte, um estúdio nosso que queríamos há bastante tempo, então nas gravações nós estávamos em casa, mais relaxados”, conta o baixista PJ pelo telefone.

 

Assista ao clipe da música "La Plata"

 

La Plata traz nos créditos a banda como co-produtora ao lado do antigo parceiro Liminha, que produziu os dois últimos trabalhos do grupo. Segundo PJ, isso é apenas o reconhecimento oficial de um trabalho que o quinteto sempre fez. “Todos na banda têm voz ativa e o produtor é mais um administrador”.

Na capa, La Plata traz um globo terrestre quebrado e cuspindo dinheiro de suas entranhas, imagem que PJ garante não ter sido idealizada pensando no estado atual da economia do planeta. “A capa foi feita quatro meses antes da crise mundial, ninguém imaginava isso”. Capa e a música, ele conta, trazem na verdade um questionamento sobre corrupção, especulação e o mau uso que é feito do dinheiro.

Apesar da crítica, o Jota Quest acompanha a maioria dos músicos brasileiros que – ao contrário da forte movimentação artística pelas eleições presidenciais dos EUA – não se envolve diretamente com a política. “A história da política brasileira é um fracasso total. É histórico. A gente não deve se envolver. Todos votamos, temos nossos candidatos, mas mesmo acreditando a gente fica com o pé atrás”, diz PJ.

O disco tem a participação especial de Ashley Slater. Ex-companheiro de Fatboy Slim na banda Freak Power, ele foi uma referência importante para a história do Jota Quest. “A gente ouviu o Freak Power em 1997 em uma rádio independente. Agora na internet você acha de tudo, então achei o contato dele e mandei um email, mas a negociação com o empresário não deu certo. Uns seis meses depois ele entrou em contato com a gente falando que estava sem empresário e perguntando se o convite ainda estava de pé”. Ele veio para Belo Horizonte, onde ficou por 15 dias e o que era para ser a participação em uma música transformou-se no envolvimento em três faixas.

PJ, Rogério Flausino, Marco Túlio, Marcio Buzelin e Paulinho Fonseca lançam a turnê em Curitiba com shows nesta sexta e sábado no Curitiba Máster Hall. PJ garante que o Jota Quest vem com gás total, “mais poderoso do que nunca”. O segredo de toda essa animação da banda com o novo trabalho para ele é simples: “a banda deu certo, temos uma carreira de sucesso. O sucesso em alguns casos separa as bandas, mas no nosso caso ele uniu. Somos melhores e mais fortes juntos do que separados”.

 

Fonte: IG Pop